segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

3 ão


A vida escolar, pode ser difícil, impossível, muitas vezes temos vontade de desistir, jogar tudo para o alto e simplesmente nos divertir. Na escola, fazemos amizades para toda a vida, conhecemos bons amigos, que conhecem todas as suas aventuras, e melhores amigos, que viveram- nas com você.
É na escola também que vivemos TODO o nosso aprendizado, desde as contas de Baskara até as safadezas. (6)
Quando entramos no ensino médio, nos achamos deuses, passamos oito, talvez mais, anos da nossa vida escolar. Então a realidade começa a cair sobre nossas cabeças, não somos mais crianças, porém não somos adultos e essa é a pior fase da vida, em meio à provas, trabalhos e apresentações tentamos nos definir, com momentos de pura lucidez e outros (necessários)momentos de criancinha que nos ensinaram o que deveríamos ter feito.
Em nosso segundo ano, a vida começa a se organizar, e começamos a ter noção de uma coisa, o mundo não para por nós. Fazemos novas amizades, nos divertimos e fazemos muitas festa, mas nada, nada mesmo se compara ao último anos do ensino médio, o TERCEIRÃO...
Quantas histórias, quanta bagunça, no ano que foi, um dos mais conturbados da minha vida com brigas, discussões, etc... No início do ano letivo tudo é tão vago, distante, e começamos a pensar em nossos futuros, no vestibular, na escolha de uma faculdade, enfim, tudo que nos diz respeito. Buscamos apoio nas amizades, porque nesse anos nem mesmo nosso pais são capazers de nos ajudar, a única coisa que eles dize é :
- "A escolha é sua! O futuro é seu!"
Enfim chega o final do ano, no dia da formatura, o momento pelo qual esperamos nossos três anos de ensino médio. A noite é perfeita, todos se divertem e a festa fica para a história..HSHASHASHHA. Depois as aulas acabam e você fica com um espaço em branco, uma saudade imensurável das pessoas, saudade dos momentos e uma unica certeza, estas pessoas nunca mais sairão de seu coração.
OBRIGADO POR MELHOR ANO DA MINHA VIDA ! 3EMDA ♥


Nenhum comentário:

Postar um comentário